Entrevistas e avaliações psicológicas incomodam a maioria dos candidatos

AJUDE O PROJETO A LEVAR CONHECIMENTO PARA AS PESSOAS...COMPARTILHE NA SUA REDE SOCIAL PREFERIDA.

Se você quer um emprego, então comece pelo currículo. Ele é o primeiro processo de todos que podem vir a seguir. Algumas seleções de emprego têm até cinco etapas, como as entrevistas e atividades em grupo. “É pra saber se você é uma pessoa isolada, que não fala com ninguém?”, questiona Guilherme Ferreira Barreto, estagiário.



Quando você pensa que cansaram de ouvir sobre você, vem outra entrevista, com psicólogos e cheia de testes. “Fiz um teste de lógica que tinha 100 perguntas”, conta Fabrízio Veloni, bancário.

Durante um teste psicológico, o candidato deve se sentir confortável. A avaliação vem sendo cada vez mais usada pelas empresas que querem saber que tipo de funcionário estão contratando, principalmente como essa pessoa trabalha em grupo
Marcos leva até três horas para aplicar um teste psicológico. “Em um tempo curto, você tem que conseguir o máximo de informação sobre uma pessoa, simplesmente com um recurso de entrevista”, diz Marcos Luiz Bruno, psicólogo.

O candidato é avaliado no momento em que ele entra na sala. Mexer demais nos cabelos, com as mãos ou na cadeira, demonstra excesso de nervosismo. Na conversa não fale mal dos colegas. “Temos que achar o que ele aprendeu durante sua carreira e transformou em algo bom para a empresa”, avalia o psicólogo.

Não é bom decorar repostas. “O importante é perceber o tempo do entrevistador, saber adaptar as suas respostas. Se eu faço uma pergunta, o candidato responde, e eu demonstro que não entendi sua resposta, você rapidamente reorganiza sua comunicação comigo”, alerta o psicólogo.

As avaliações psicológicas são divididas em grupos. O candidato pode fazer vários testes de personalidade ou então um teste de personalidade e outro de raciocínio, por exemplo”, explica o especialista.

Marisa Pereira, professora do Senac explica alguns desses testes. Existem modelos em que o candidato desenha traços em um papel ou tem que interpretar borrões de cores numa prancha. “Com isso eu consigo detectar ansiedade, características emocionais, instabilidade emocional”, declara Marisa Pereira, psicóloga, docente do Senac - SP.

Os testes com perguntas do dia a dia, como você se comporta numa festa, numa viagem, no trabalho, detecta se você é uma pessoa introvertida, extrovertida, perceptiva, sensitiva.

“Um teste não tem como determinar se a pessoa é um mau profissional. Ele não tem respostas ruins ou boas. Ele faz um mapeamento de perfil. Por mais que você tente camuflar o teste, a gente sempre consegue checar se aquela informação é verídica”, alerta Marisa Pereira.

Faça um teste e verifique se você tem perfil de liderança no trabalho.





Fonte Jornal Hoje

Dicas de leitura da Talentos Brilhantes para a sua carreira:

Clique no assunto de seu interesse:

0 comentários:

Postar um comentário

Cursos Mais Realizados

Receber Cursos por E-mail